A Força Estudantil e o Jovem Universitário Programas Educacionais tem finalidade de intermediação e prestação de serviços de assistência social a comunidade estudantil e tem os seguintes objetivos sociais:

  • Representar Juridicamente os Estudantes para Garantir seus Direitos já estabelecidos e dispostos na Constituição Federal e Legislações além da construção de novos direitos que instrumentalizem a execução dos presentes objetivos gratuitamente;
  • Assessorar gratuitamente os estudantes no acesso à Educação Básica e Fundamental, bem como o acesso ao Ensino Superior através de Programas dos Governos (Federal, Estadual e Municipal);
  • Implementar Programas Sociais Gratuitos de apoio ao estudante, como: Transporte, Alimentação, Repúblicas Estudantis, Estágios e Empregos;
  • Implementar Programas de Saúde Gratuita ao Estudantes , como: Medicina, Biomedicina, Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição e Psicologia através de parcerias com instituições de ensino superior da rede particular;
  • Implementar Programas Complementares Gratuitos de Apoio Pedagógico, como: Pré-Vestibulares, Monitoria, Cursos Preparatórios, Acesso à Informática e Desenvolvimento de Eventos Educativos (Fóruns, Workshops, etc.).
  • Promover o Voluntariado Estudantil para o desenvolvimento social, econômico e de saúde pública através da elaboração e implantação de projetos nas comunidades;
  • Implementar o Shopping Social Estudantil para garantir acessibilidade ao estudante a materiais, livros, equipamentos de informática, reprografia, farmácia e restaurante;
  • Desenvolver a Consciência Social, Ética, da Paz, da Cidadania, dos Direitos Humanos, do Empreendedorismo, da Democracia e Política;
  • Incentivar e apoiar a criação de Centros Sociais em cidades baianas;
  • Debater democraticamente a nível Municipal, Estadual e Nacional os Problemas Políticos e Sociais que afetam a acessibilidade, qualidade, infraestrutura, gestão dos recursos referentes à educação no estado da Bahia.
  • Estabelecer e estreitar a comunicação com os alunos e a sociedade sobre a seus objetivos, através da implementação do Jornal Estudantil, impressos gráficos, redes sociais, Portal do Estudante, Ouvidoria, além de outras ferramentas de comunicação, conforme a Lei nº 5.250 de 09 de Fevereiro de 1967.
  • Desenvolver e implementar programas de promoção da prática esportiva, bem como fomentar a profissionalização e a revelação de atletas nas mais variadas categorias esportivas no Estado da Bahia.
  • Implantar o Serviço de Radiodifusão Comunitária conforme Lei 9.612 de 19 de fevereiro de 1.998.
  • Implantar a Televisão Comunitária ou Canal Comunitário conforme Lei nº 8.977, de 6 de janeiro de 1995.